Portuguese English Japanese Spanish
  • Coleção entomológica Yoko Terada

    Os materiais didáticos, preparados com exemplares da coleção entomológica deixada pela professora Yoko Terada, encontram-se em exposição no Mudi

    Leia mais...
  • Laboratório de orquídeas e bromélias

    É um ambiente de pesquisa aberto ao público, onde os visitantes interagem com monitores e pesquisadores que desenvolvem técnicas para reprodução  

    Leia mais...
  • MUDI

    O Museu Dinâmico Interdisciplinar (MUDI) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) promove a integração entre a universidade e a comunidade, por meio de ações científicas, culturais e educativas.

    Leia mais...
  • Morfologia humana e animal

    Neste ambiente, o visitante tem a oportunidade de conhecer alguns aspectos da morfologia humana e animal, normal e patológica

    Leia mais...
  • Química para a vida

    Utiliza uma Tabela Periódica com mostra de elementos químicos e experimentos para motivar o visitante a refletir sobre a importância 

    Leia mais...
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

 

O Museu da Bacia do Paraná (MBP), da Universidade Estadual de Maringá (UEM), realizou a abertura oficial da

Exposição Paisagens Culturais e Populações: as fronteiras entre a informação e o entretenimento no Norte do Paraná (1950-2010).

O evento foi na sexta-feira (29/06) às 19 horas, no Museu Dinâmico Interdisciplinar (Mudi), local onde a exposição está montada.

A mostra, que integra as atividades da 14ª Semana Nacional de Museus, promovida pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), versa sobre os meios mais populares de acesso à comunicação e ao entretenimento em Maringá. Sobretudo nos últimos sessenta anos, período no qual surgiram empreendimentos no campo da informação que ofereceram suporte para o desenvolvimento dos primeiros jornais, revistas e emissoras de rádio e TV na cidade e região. Os artefatos em exposição integram o acervo do MBP e proporcionam o contato direto dos visitantes com elementos da cultura material, expressa em cartas manuscritas e equipamentos de radiodifusão, imprensa, televisão, telefonia fixa ou móvel. A proposta é que a percepção do desenvolvimento dos meios de comunicação provoque reflexões acerca das mudanças nas práticas costumeiras da sociedade local. Os interessados têm até 30 de setembro para visitar a mostra. O agendamento de grupos pode ser feito pelo fone (44) 3011- 4930.